Tenha sucesso sua loja graças ao
Mercado Oficial da PrestaShop!

Como otimizar o posicionamento da  sua loja virtual?

Como otimizar o posicionamento da sua loja virtual?

SEO: as bases do posicionamento

  • SEO Expert
  • SEO performance
  • Sitemap Xml pro:
  • SEO Internal Linking:

O que é o SEO?

Não confunda indexação e posicionamento:

  • A indexação faz com que o seu site apareça nos mecanismos de busca, e esse processo não é automático.
  • Já o posicionamento consiste em otimizar o site para que ele conste nas primeiras páginas de resultados quando um internauta digitar uma palavra-chave.

Esses conceitos estão vinculados a dois métodos: a busca orgânica e os links patrocinados.
A busca orgânica corresponde ao uso de técnicas para estar indexado e bem posicionado nas pesquisas. Os links patrocinados, ou a compra de palavras-chave, representam um investimento financeiro para aparecer numa boa posição nos resultados dos mecanismos de busca, por exemplo por meio do Google Adwords, que é o sistema de compra de palavras-chave do buscador mais conhecido.

Como estar bem posicionado nos motores de busca?

O princípio do Google sempre foi ser o motor de busca que melhor atende às necessidades dos internautas em termos de pesquisas.

A PrestaShop dispõe de duas ferramentas que facilitam uma página de produto 100% otimizada para o SEO:

  • SEO Expert permite gerar automaticamente conteúdos personalizados para todos os campos relevantes da sua loja:
    • Tag do título do produto (“Meta Title”): essa tag corresponde ao título que aparece na parte superior de cada página e em todos os mecanismos de busca. As palavras que ela contém e sua ordem são fundamentais.
    • Tag de descrição do produto (“Meta Description”): este campo corresponde à descrição de cada página, presente em todos os mecanismos de busca. É ela que permite guiar os internautas e incentivá-los a clicar no seu site.
    • Tag de palavras-chave do produto (“Meta Keywords”): amplamente utilizadas pelos mecanismos do Yahoo e do Bing, as palavras-chave são levadas em conta para proporcionar resultados pertinentes em relação às buscas feitas.
  • SEO performance remove automaticamente os IDs das URLs das suas páginas de categorias, produtos e CMS gerados por padrão pela PrestaShop. Ele cria direcionamentos definitivos para as suas novas URLs, mais curtas e mais dinâmicas, otimizando os resultados do seu site.

Duas outras ferramentas podem ajudar a melhorar o seu posicionamento:

  • Sitemap Xml pro: esse módulo, de uso bastante simples, permite elaborar um mapa do site que pode ser configurado ao seu gosto. Um sitemap é necessário em todos os mecanismos de busca (Google, Yandex, Mail, Yahoo, Bing, Rambler) para que o seu site seja indexado da melhor forma.
  • SEO Internal Linking: com esse módulo é possível elaborar uma rede interna. Ela consiste na criação de links entre as páginas da sua loja, por meio de palavras-chave com as quais você pretende alcançar um melhor posicionamento no Google.

SEO: otimize meu conteúdo

  • Como conseguir um conteúdo de qualidade?
  • SEO Local: se o seu público-alvo pode vir até você!

Como conseguir um conteúdo de qualidade?

As palavras-chave são determinadas de acordo com o seu setor de atividade e os seus produtos.
Para o Google, um conteúdo de qualidade é avaliado pela pertinência do que é exibido nas suas páginas:

  • o “título” deve corresponder ao conteúdo da página;
  • a URL deve ser composta por palavras-chaves relevantes;
  • as imagens devem ter uma tag “alt” com texto adequado o seu conteúdo. Assim, o robô do Google poderá analisar melhor a sua página e otimizar o seu posicionamento! O módulo "imagem tag alt" desenvolvido pela PrestaShop o guia durante essa etapa.

Para definir as suas palavras-chave, coloque-se no lugar do consumidor: o que ele irá buscar em primeiro lugar para encontrar esse produto? Quais palavras-chaves ele irá digitar no Google? Você deverá ser capaz de sempre responder a essas perguntas e até mesmo antecipá-las.
As palavras-chaves são primordiais, mas hoje o Google vai ainda mais longe: ele busca um conteúdo enriquecido.
Você pode acrescentar vídeos, por exemplo, que apresentam uma taxa de clique (CTR) mais significativa do que apenas textos. Lembre-se de baixar o módulo YouTube desenvolvido pela PrestaShop para integrar vídeos nas suas fichas de produtos com rapidez e facilidade.

Reunir esses bons pontos aumentará potencialmente as suas chances de estar mais bem posicionado em relação a uma palavra-chave do que um concorrente que não terá feito o mesmo trabalho.

SEO Local: se o seu público-alvo pode vir até você!

Para as lojas físicas, não negligencie o Google My Business.

O objetivo é conferir mais visibilidade às empresas que recebem os clientes pessoalmente, o que é um grande desafio para os comerciantes virtuais.

Os resultados extraídos do Google My Business serão transferidos para a página de resultados, empurrando os links orgânicos mais para baixo.
Além disso, de acordo com o local onde a busca for feita, os resultados não serão os mesmos, pois o Google os adapta conforme a localização.

As novas tendências e serem levadas em conta

  • HTTPS: usar ou não? Essa pergunta não é mais cabível em 2017...
  • Mobile First: pense móvel!
  • Answer Box… Como tirar proveito?

HTTPS: usar ou não? Essa pergunta não é mais cabível em 2017...

Desde setembro de 2016, o Google vem anunciando que todos os sites que ainda não usarem o HTTPS deverão fazê-lo. De fato, os navegadores, especialmente o Chrome e o Firefox, passarão a exibir a mensagem “esse site não é seguro” juntamente com um triângulo vermelho de alerta.
Essa menção em si não causa nenhum impacto no SEO. No entanto, as pessoas que não são da área e não sabem o que isso quer dizer exatamente podem sentir medo e evitar o seu site para limitar riscos inúteis.

Mobile First: pense móvel!

Em 2017, os sites com design responsivo (que se adaptam aos tablets e smartphones) não são mais suficientes. O Google quer um site especialmente montado para dispositivos móveis, com conteúdo específico e segmentado conforme o suporte de navegação. Portanto, indo além do simples design responsivo “como antigamente”, agora será preciso realmente pensar “móvel” e não apenas fingir!

Answer Box… Como tirar proveito?

A Answer Box do Google permite enviar uma resposta direta, visível na página de resultados do Google, para a pergunta de um internauta. Ela consiste numa pequena caixa na parte superior da página do Google, que aparece na posição 0 e responde geralmente a perguntas do tipo “Por que...?”, “Como...?”, “O que...?”. Segundo a OnCrawl, a Answer Box cobre 30% das buscas.

Os Featured Snippets exibidos na Answer Box do Google são trechos otimizados de uma página que o Google retoma no seu bloco especial de respostas, mostrando ao internauta o trecho do site externo mais pertinente para a pergunta dele.

Formato dos Featured Snippets:

  • 63% das respostas são compostas por parágrafos. Ou seja, algumas linhas retiradas do site que consta na posição 0, geralmente uma definição. O objetivo é responder rapidamente à pergunta feita pelo internauta.
  • 19% das respostas são compostas por listas de tópicos/numeradas. O mais comum é que o Google responda à pergunta indicando algumas etapas a serem seguidas para encontrar a resposta. O modelo é o de um tutorial on-line.
  • 16% das respostas são compostas por tabelas/colunas. Aqui, o Google irá comparar dois aspectos (ou mais) e usar as colunas em uma tabela, além de mostrar gráficos a serem formatados.

Em resumo:

  1. Redija um artigo de qualidade de no mínimo 2 000 palavras;
  2. Use um campo semântico variado com sinônimos e termos complementares;
  3. Use a forma interrogativa: faça perguntas ao longo do artigo;
  4. Organize o seu artigo com uma estrutura coerente e otimizada;
  5. Use as palavras-chave nas partes mais expostas aos visitantes (url, attribut alt, title, strong)
  6. Posicione a página sobre a principal palavra-chave no top 5;
  7. Estruture a sua página com microdados e tags HTML 5;
  8. Trabalhe na notoriedade do artigo e no compromisso do usuário.